28 de fevereiro de 2013

PRESSIONADA, EMBASA SE PRONUNCIA. MAS NÃO À POPULAÇÃO E SIM À PREFEITURA

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento S.A. (Embasa), esclareceu que a falta no abastecimento de água na cidade é devido a vazamentos na adutora, na região da Ribeira. De acordo com a empresa, houve um primeiro vazamento que foi consertado na terça-feira, 26, e ontem, 27, durante a madrugada, surgiu uma nova vazão há aproximadamente 500 metros da anterior. Os técnicos da Embasa estiveram no local durante todo o dia para resolver o problema da evasão. Segundo Wilson de Jesus, gerente da empresa na cidade, a partir desta quinta-feira (28), o abastecimento estará normalizado. Indagado sobre a qualidade da água, o gerente afirma que isso ocorre devido ao alto teor de produtos que estão sendo utilizados no tratamento. Com a estiagem, neste verão, a barragem secou e os trabalhos da empresa ficaram comprometidos desde então. A nascente do Rio Capanema fica próxima ao município de Cruz das Almas. Segundo Wilson, as fortes chuvas recentes geraram a cheia do açude, com isso, a água trouxe muita sujeira. Dessa maneira, se faz necessário o uso de grande quantidade de produtos na água para retirar todas as impurezas e torná-la potável.
Fonte: Ascom / Maragojipe

Um comentário:

Salvador Lopes disse...

COELBA/EMBASA/BB - tudo a mesma coisa. A falta de respeito dessas empresas para com os maragojipanos é de longas datas, ou melhor, é de sempre.
A COELBA dospensa comentários. Basta ventar um pouco mais forte, chover, relampear, e logo logo falta energia.
A EMBASA,ainda que faturando alto com a cobrança extorsiva de 80% de rede de esgoto,nada faz para melhorar o abastecimento de água no município, inclusive, nem a barragem até a presente data se fez algum melhoramento, ampliação por exemplo.Tratamento adequado, só DEUS é que sabe.
BANCO DO BRASIL - caixas eletrônicas quebram com frequência, costuma faltar dinheiro em final de semana, mais necessariamente em época de festa, e o ar-condicionado também tem seus dias de "descanso". Enfim, já estamos cansados de tanto descaso.